Marinha proíbe navegação noturna para comboios devido baixo nível do Rio Madeira  — Foto: Hosana Morais/Arquivo/G1

Marinha proíbe navegação noturna para comboios devido baixo nível do Rio Madeira — Foto: Hosana Morais/Arquivo/G1

Devido o baixo nível do Rio Madeira a Delegacia Fluvial de Porto Velho publicou uma portaria proibindo a navegação noturna para comboios e todas as embarcações que possuam calado máximo acima de 2,3 metros.

A Agência Nacional das Águas (Ana), registra continuamente o Rio Madeira abaixo dos quatro metros. Com isso, é preciso que os barqueiros tenham cuidado ao trafegar, principalmente, devido o aparecimento de pedras e bancos de areia.

A proibição segue por tempo indeterminado no trecho de Porto Velho a Calama e na passagem do Pedral dos Marmelos.

Fumaça também dificulta navegação no Rio Madeira  — Foto: Mary Porfiro/G1

Fumaça também dificulta navegação no Rio Madeira — Foto: Mary Porfiro/G1

Além da seca, a fumaça provocada pelas queimadas causa problemas para a navegação já que a visibilidade fica prejudicada.

A preocupação é que com a estiagem o nível do rio baixe ainda mais. Em 2018 a cota do rio chegou em 1,9 metro.

Veja a nota da Delegacia Fluvial:

Considerando permanência do nível do Rio Madeira abaixo dos quatro (4) metros, conforme registros nas réguas da Agência Nacional das Águas (ANA), e de acordo Normas e Procedimentos da Capitania Fluvial da Amazônia Ocidental (NCPF), a Delegacia Fluvial de Porto Velho emitiu a Portaria nº 52, de 19 de agosto de 2019, a qual proíbe a navegação noturna para os Comboios, no trecho de Porto Velho a Calama e na passagem do Pedral dos Marmelos, por prazo indeterminado, e para todas as embarcações que possuam calado máximo acima de 2,3 metros. A mesma Portaria recomenda a todas as embarcações que navegam no Rio Madeira, especial atenção à navegação, neste período.