Exército destaca 180 militares em Curitiba para o combate ao coronavírus

0
43

O Exército já destacou 180 militares em Curitia para atuar no Plano de Contingência para o combate do coronavírus. Em todo o Paraná, mais de 420 militares já estão trabalhando, sendo que 91 deles foram para as fronteiras do Oeste do estado em Foz do Iguaçu, Santa Helena e Capanema.

Nesta semana, o Exército já está realizando a sua primeira ação em Curitiba dentro do Plano de Contingência, com a montagem de tendas do lado de fora das Unidades de Pronto Atendimento (UPA) e no Hospital das Clínicas para atendimento de pacientes suspeitos de estarem infectados. Este foi um pedido da prefeitura de Curitiba.

Para os próximos dias, o Exército deve organizar uma doação de sangue coletiva dos soldados, já que os bancos de sangue viram seus estoques despencarem desde que a quarentena da população começou. Equipes de saúde da Força também já estão destacadas para atuar, se for necessário.

O principal objetivo das tendas de atendimento nas UPAs é separar pacientes com sintomas respiratórios, como a gripe ou coronavírus. Desta forma, é possível evitar que possíveis pessoas infectados com coronavírus entrem em contato com os demais pacientes em cada unidade.

Na frente de cada UPA será feita uma abordagem para avaliar se o paciente necessita de atendimento isolado ou não. Quem apresentar sintomas respiratórios irá para o atendimento nas tendas, que irão funcionar por prazo indeterminado.

“Temos militares trabalhando em diversas áreas. Desde a montagem das tendas até o atendimento dos pacientes. Estamos fazendo apoio às Secretarias de Saúde e Segurança, que estão na coordenação”, detalha o tenente-coronel do 5.º Batalhão, André Kron.

Nesta semana, sete das nove UPAs de Curitiba já terão tendas do Exército funcionando: Sítio Cercado, CIC, Fazendinha, Cajuru, Campo Comprido, Boqueirão, Boavista e Tatuquara.

Já na UPA do Pinheirinho, os pacientes com sintomas respiratórios serão atendidos na Escola Municipal de Educação Especial Maria Cândida Fankin Abrão, que fica ao lado da unidade, já que as aulas estão suspensas.