Carreata de bolsonaristas cobra reabertura do comércio em Curitiba na pandemia

0
47

Em carreata, seguidores do presidente Jair Bolsonaro protestaram nesta sexta-feira (27) em Curitiba cobrando que todo o comércio reabra durante o isolamento social de prevenção do novo coronavírus (Covid-19). Os motoristas se concentraram na Rua Padre Agostinho, no bairro Barigui. Moradores da região também protestaram pela atitude dos participantes da carreata, pedindo para que as pessoas continuem no isolamento residencial.

A alegação dos manifestantes é de que com os estabelecimentos fechados a economia não gira, o que piora ainda mais o efeito econômico da pandemia. Também nesta sexta, o governador Ratinho Jr, que segue apoiando o isolamento social como forma de prevenção. O prefeito de Curitiba, Rafael Greca, também segue apoiando o isolamento social como melhor forma de prevenção do coronavírus.

Também nesta sexta, o governador e o presidente anunciaram pacotes para ajudar a economia, principalmente pequenos empreendedores e autônomos, durante a crise do coronavírus. Ratinho Jr anunciou R$ 1 bilhão em créditos para o estado, enquanto que Bolsonaro anunciou R$ 40 bilhões para ações federais. Ambos os pacotes têm como principal objetivo a manutenção de empregos.

O protesto desta sexta ganhou força após discurso de Bolsonaro terça-feira (24) minimizando as ações de governos estaduais e prefeituras para evitar o avanço do vírus. O presidente afirmou que a imprensa é quem estaria dando uma importância desproporcional ao coronavírus e que a economia do país não pode parar. Ele também voltou a se referir à doença como uma “gripeziha”.

Por que a carreata?

Segundo uma convocação para a carreata que circulou nas redes sociais, o objetivo do protesto era para que só idosos e pessoas com doenças pré-existentes sejam isoladas, permitindo assim que a economia volte a ser como era antes. A arte do convite tem as hashtags “EuQueroTrabalhar”, “VoltaBrasil” e “BolsonaroTemRazão”.