Terminais de Curitiba passam por limpeza pesada contra o coronavírus

0
33

Terminais de Curitiba estão passando por uma limpeza especial com peróxido de hidrogênio. O objetivo é barrar a proliferação do coronavírus na cidade que já registrou, segundo boletim desta sexta-feira (27), 71 casos da doença. Duas mortes foram confirmadas em Maringá. O terminal do Pinheirinho foi o primeiro a passar pelo procedimento, na noite desta sexta-feira.

A Prefeitura de Curitiba quer, até a noite de domingo (29), fazer a assepsia nos 22 terminais da cidade e também na rodoferroviária. Em uma live à imprensa, na quarta-feira (25), o prefeito Rafael Greca (DEM) disse que o produto utilizado em Curitiba é o mesmo que estão sendo aplicados pela China e países da Europa na limpeza de suas cidades.

“Os valorosos trabalhadores da limpeza pública estão no comando da operação. Se eu não tivesse 60 anos, estaria lá também, louco para estar varrendo, escovando e limpando. Dizendo para este vírus xô tranqueira, deixe-nos em paz!”, disse o prefeito à imprensa.

A higienização é feita nos pontos de contato: grades, postes, pisos. O procedimento ajuda a reduzir a velocidade de circulação de agentes infecciosos. O peróxido de hidrogênio, que está sendo doado pela Peróxidos do Brasil, é conhecido pelo poder desinfetante e de desinfecção.

Programação

Na sexta-feira, além do terminal do Pinheirinho, foram higienizados os terminais da CIC, Capão Raso, Portão, Sítio Cercado, Carmo e Hauer. Neste sábado (28) estão na lista Boqueirão, Santa Cândida, Boa Vista, Cabral, Barreirinha, Bairro Alto, Capão da Imbuia, Oficinas e Centenário. O serviço está programado para começar às 20h.

No domingo, serão pulverizados os terminais de Santa Felicidade, Campina do Siqueira, Campo Comprido, Fazendinha, Caiuá e Guadalupe. A Rodoferroviária será o último ponto.