O vereador Misael Junior (PSC) apresentou nesta sexta-feira (03) uma moção de repúdio contra a Companhia Paranaense de Energia Elétrica (Copel), pelo que aparenta ser uma cobrança excessiva de energia elétrica de empresas que estão fechadas. Segundo ele, várias empresas possuem relógios de consumo dentro dos estabelecimentos, que estão fechados desde o dia 18, mas os leituristas passam e deixam contas com valores acima dos normais.

Como exemplo, Misael cita o caso de um empresário de uma loja de instrumentos musicais de Cascavel, que gravou um vídeo sobre a sua experiência e está circulando pelas redes sociais. No vídeo, o empresário mostra a loja fechada, onde fica o relógio e o valor cobrado. “Quando não consegue fazer a leitura, o funcionário da Copel deve fazer pela média dos últimos meses, porém os relatos que estou recebendo dizem que os valores estão muito superiores ao ideal”, afirma o parlamentar.

Ele ressalta o fato de que, com o comércio fechado, essas pessoas estão enfrentando uma forte queda de faturamento, o que torna ainda mais grave as consequências dessa cobrança abusiva. A moção de repúdio será apreciada pelo Plenário e, em seguida, encaminhada à direção da Copel.