Estado parabeniza Porto Velho pelo seus 106 anos de criação

Em 2 de outubro de 1914, a Lei n° 757 reconheceu oficialmente o Município

0
91

Saúdo nesta data o povo porto-velhense pela passagem dos 106 anos da criação do município.

Em 2 de outubro de 1914 a Lei n° 757, sancionada por então governador do Amazonas, o baiano Dr. Jônatas de Freitas Pedrosa, reconhecia oficialmente Porto Velho, desmembrada de Humaitá, como sede do povoado à margem direita do caudaloso rio Madeira.

Hoje, aquele povoado permanece apenas nas fotos perpetuadas em memoriais e nas instituições de ensino, e a maioria delas mostra o pátio ferroviário da lendária Estrada de Ferro Madeira-Mamoré. A Capital do Estado de Rondônia caminha para os 600 mil habitantes, reunindo famílias nativas e seus descendentes, e milhares de migrantes que aqui se fixaram ao longo de quatro décadas.

É motivo de honra governar Rondônia a partir da sede deste imenso município de 34 mil Km², maior do que as extensões de Alagoas e Sergipe, e também superior às áreas da Bélgica e de Israel.

A pujança do comércio, os passos gradativos da indústria, as grandes hidrelétricas, o turismo, o porto organizado, as rodovias BR-364 e BR-319 que conduzem brasileiros ao Acre e ao Amazonas, as oportunidades de trabalho e a religiosidade de nossa gente nos permitem sentir e dizer que vivemos num lugar abençoado por Deus.

Ao comemorarmos o começo disso tudo, lembrando a criação de um dos mais prósperos municípios do Norte e do País, abraço a cada porto-velhense, manifestando meus sentimentos de fé e a expectativa de que o crescimento da Capital continuará merecendo toda atenção deste Governo.

 Viva Porto Velho!

CORONEL MARCOS ROCHA
Governador do Estado de Rondônia

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui