Saúde Volta Alertar sobre aumento de casos e mortes de Covid em RO

Segundo o secretário Fernando Máximo, a população deve continuar tomando os cuidados necessários, principalmente usando máscara, higienizando as mãos e evitando aglomerações.

0
32
Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é Samd-atende-servidores-com-covid-lepac_exames_21.10.20_Foto_Daiane-Mendon%C3%A7a-20-870x580.jpg
Na última semana do mesmo mês (25 a 31), foram registrados 729 novos casos da Covid-19

Na coletiva realizada ontem, na sexta-feira (6), o secretário de saúde Fernando Máximo, voltou a alerta com o número de aumento de pessoas contaminadas pelo Coronavírus em Porto Velho.

De acordo com Fernando Máximo, No último dia 22 de outubro, a Capital passou para a fase 4 do Plano Todos Por Rondônia, onde tudo voltou a funcionar normalmente. Porém, com os últimos dados da Sesau, nas últimas 24 horas foram registradas seis mortes por Coronavírus em Porto Velho.

Por conta do grande aumento no número de casos, o secretário decidiu reunir a imprensa para alertar a população e lembrar que a pandemia ainda não acabou.

“O vírus continua no estado e infelizmente estamos tendo um acréscimo nos casos em Rondônia, segundo uma análise feita pela equipe da Sesau do dia 1 a 10 de outubro deste ano”, disse.

Em Porto Velho, considerado o município que mais pesa no aumento de número de casos, foram registrados 351 novos casos confirmados na primeira semana de outubro.

Já na última semana do mesmo mês, o número subiu para 729 novos casos, ou seja, um aumento de 107%, comparando casos acumulados na primeira e última semana de outubro. No interior não teve um aumento volumoso, segundo o secretário.

“Nós devemos continuar tomando os cuidados necessários, principalmente usando máscara, higienizando as mãos e evitando aglomerações. A pandemia não acabou e infelizmente muitas pessoas não conseguiram entender isso. Tem pessoas que continuam não utilizando máscara e aglomerando”, alertou o secretário. 

Fernando Máximo ressaltou ainda, que além dos novos casos, as internações também estão aumentando. “Na quinta-feira (5), por exemplo, 14 pacientes com Coronavírus foram internados no Hospital de Campanha da capital. Já fazia meses que não tínhamos esse número grande de internações. Se continuar aumentando os casos, daqui uns dias vai aumentar as internações e mais alguns dias o número de óbito. É tudo o que nós não queremos, por isso estamos alertando a população”, disse.

Sobre leitos para atender a população, caso os números de internações aumentem, o secretário disse que o Estado está preparado. “Temos muitos leitos prontos para atender a população mesmo estando longe de um colapso na saúde. O CERO, por exemplo, está todo montado e equipado em caso de necessidade. Não estamos dizendo que estamos próximo de um colapso, mas precisamos nos precaver. É nesse momento que a população precisa ter cuidado com a disseminação do vírus”, finalizou Fernando Máximo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui