Justiça autoriza prisão domiciliar a Daniel Neri preso em Operação da PF

O ex-deputado foi preso junto com mais quatro prefeitos por corrupção na Operação Reciclagem do MP e PF.

0
40

Por decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ), o ex-deputado ex-deputado Daniel Neri de Oliveira deve ser colocado em prisão domiciliar ainda nesta quinta-feira (12). Preso desde o dia 25 de setembro por corrupção, o advogado Eugenio Pacelli de Oliveira convenceu os ministros que o caso do político é grave. Ele sofre de câncer.

O ex-deputado foi preso juntamente com os prefeitos Gislaine Clemente (São Francisco do Guaporé), Luiz Ademir Schock (Rolim de Moura), Marcito Aparecido Pinto (Ji-Paraná) e de sua esposa, Glaucione Maria Rodrigues Neri (Cacoal), durante a Operação Reciclagem, desencadeada pela Polícia Federal e Ministério Público de Rondônia.

Por outro lado, o Supremo Tribunal Federal (STF) também estava com tendência de conceder prisão domiciliar ao ex-deputado. Ele já tinha os votos favoráveis de Gilmar Mendes e de Carmem Lúcia, da segunda turma.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui