Hospital de Campanha do estado é destaque entres hospitais do Brasil no combate ao Covid-19

Desde o inicio , o Hospital de Campanha (HCAMP), recebeu 421 pacientes entre casos com a Covid-19, dos quais 80,34% tiveram alta por cura.

0
19

Com índices excelentes, quase 500 pessoas atendidas e um percentual de cura de 80,34% o Hospital de Campanha de Rondônia (HCAMP) é destaque entres hospitais públicos e privados de todo País, segundo dados do sistema Epimed (Monitor UTI, líder em gestão e análise de indicadores no cenário de saúde nacional).

De acordo com o diretor clínico, foram implantados no HCAMP modelos de tratamento preconizados pela Associação Médica Intensiva Brasileira (Amib), seguindo condutas adotadas por unidades de referência da Covid-19, como o Hospital Albert Einstein e Hospital Sírio Libanês em São Paulo, contribuindo significativamente para que o hospital alcançasse índices excelentes em tratamento intensivo.

O tratamento diferenciado do HCAMP, mesmo com um alto índice de pacientes com comorbidades ou algum comprometimento da capacidade funcional, resultou em um percentual de óbitos muito pequeno, 96% dos pacientes positivos internados no Hospital de Campanha de Rondônia apresentavam capacidade funcional limitada previamente à internação, ou seja, grau moderado de dependência para a realização das atividades de vida diária.

Desde o inicio de suas atividades até 12 de novembro, o Hospital de Campanha de Rondônia (HCAMP), recebeu 421 pacientes entre casos suspeitos e confirmados com a Covid-19, dos quais 80,34% tiveram alta por cura. O que demonstra que, com relação ao desfecho das internações, a unidade tem eficiência comprovada quando comparada aos hospitais públicos e privados que utilizam o sistema Epimed, tendo desfecho inferior apenas às unidades hospitalares de acreditação internacional, cujo percentual de cura foi de 84% no mesmo período analisado.

“É muito bom esse reconhecimento, mostrar que o que foi feito dentro do hospital, nós utilizamos protocolos bem estabelecidos, não inventamos e nem criamos, até porque não temos essa qualidade de outros hospitais de anos de existência, então tivemos próximos a hospitais que já tinham certa experiência com Covid-19, e os resultados estão sendo mostrados agora pelo sistema Epimed.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui