Saúde confirma paralisação na próxima semana, estado pede sensibilidade

O Governo afirmou ainda que os servidores da saúde, somente neste ano de 2020, foram contemplados pela atual gestão, por três leis.

0
26

A greve confirmada para próxima semana terça-feira (17), de enfermeiros e técnicos com manifestações em frente Hospital de Base, Pronto Socorro João Paulo II e nas regionais sindicais do Estado.

A assessoria do Governo disse que não concorda com a greve e afirmou que periodicamente as entidades sindicais vêm sendo atualizadas do andamento do estudo para a implantação do PCCR.

O Governo afirmou ainda que os servidores da saúde, somente neste ano de 2020, foram contemplados pela atual gestão, por três leis que concederam aumento do auxílio de alimentação em 158%, concessão de reajuste de 8% para vigorar depois de cessado o estado de calamidade pública e indenização por exposição obrigatória a Covid -19 no valor de R$300.

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é comunicado-74.jpg

Aos trabalhadores da saúde, o Governo pediu sensibilidade ao momento crítico que Rondônia tem passado em razão da pandemia e orientou os servidores a buscar informações de confiança da Secretaria de Saúde.

Questionado se o Governo está de acordo em atender as reivindicações dos enfermeiros, técnicos e médicos, a assessoria disse que sim, que há interesse do em encaminhar o novo PCCR dos servidores da saúde, destacando que foi contratada em março deste ano uma empresa com esse objetivo.

O Governo afirmou que o PCCR que vem sendo elaborado contemplará todas as carreiras dos servidores a saúde de técnicos a médicos, inclusive servidores administrativos.

O cronograma prevê o encaminhando de anteprojeto para a Assembleia Legislativa em 11 de janeiro de 2021. Atualmente, a planilha financeira está em estudo de impacto financeiro e orçamentário pela Sepog, segundo informou a assessoria do Estado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui