PF cumpre mandados nos municípios de Nova União e Ouro Preto do Oeste, RO

Mandados são expedidos pela Justiça Federal de Ji-Paraná.

0
29
Reserva Ambiental Margarida Alves, após incêndio em Nova União (RO) — Foto: Reprodução/Redes Sociais
Reserva Ambiental Margarida Alves

A Polícia Federal (PF) deflagrou na manhã de ontem, quarta-feira (9), a “Operação Illusio”, com objetivo de desarticular uma associação criminosa voltada à prática de crimes de incêndio, desmatamento e invasão em áreas da União.

A PF cumpre mandados nas cidades de Nova União (RO) e Ouro Preto do Oeste (RO). Ao todo, foram cumprido seis mandados judiciais expedidos pela Justiça Federal de Ji-Paraná, sendo três de busca e apreensão e três de prisão.

Em nota, a polícia explica que recebeu informações de incêndio de grandes proporções na Reserva do Assentamento Margarida Alves, em Nova União (RO). Ao chegar no local, foi confirmado a ocorrência de queimadas, desmatamento e invasão de terras. Os policiais identificaram a liderança do grupo invasor, além da presença de um advogado apontado como o responsável por dar o aval à invasão. O grupo é suspeito de incendiar, desmatar e invadir a reserva.

Durante as buscas, uma pessoa foi presa em flagrante por posse de arma de fogo e um dos alvos está foragido. Os envolvidos devem responder pelos crimes de estelionato, invasão de terra, incêndio, desmatamento e associação criminosa.

A perícia ambiental constatou uma área degradada em aproximadamente 1.663,1379 hectares, sendo o dano ambiental estimado é de R$ 3.540.825,69. O custo para a recuperação ambiental da área foi calculado em R$ 2.959.373,96. Com isso, o grupo gerou um prejuízo para a União em torno de R$ 6.500.000,00.

O nome da operação está relacionado a ilusão, gerada no grupo invasor que acreditou nas palavras dos investigados de que os lotes adquiridos seriam regularizados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui