23 C
Porto Velho
segunda-feira, fevereiro 24, 2020
Início Mensagem QUAIS OS EFEITOS PRÁTICOS DA VIDA DE CRISTO EM MIM

QUAIS OS EFEITOS PRÁTICOS DA VIDA DE CRISTO EM MIM

Fui crucificado juntamente com Cristo. E, desse modo, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim. E essa nova vida que agora vivo no corpo, vivo-a exclusivamente pela fé no Filho de Deus, que me amou e se sacrificou por mim. Gálatas 2:20

Antes de falar sobre o texto vamos voltar no tempo em que o homem desobedeceu a uma ordem dada por Deus e essa desobediência causou a separação do homem de Deus. A Palavra de Deus chama esse fato de “morte espiritual”. O espírito do homem ficou sem a “vida de Deus” nele.

A ordem de Deus ao homem foi que ele não comesse da árvore do conhecimento do bem e do malNessa ordem tinha uma sentença de morte caso ele desobedecesse, que era: porque no dia que dela comer certamente morreráGenesis 2: 16, 17. E o SENHOR deu a seguinte ordem ao homem: Comerás livremente o fruto de qualquer espécie de árvore que está no jardim; contudo, não comerás da árvore do conhecimento do bem e do mal, porque no dia em que dela comeres, com toda a certeza morrerás!

O homem criado era LIVRE e tinha todas as condições para obedecer a ordem de Deus. Mas ele desobedeceu, então a sentença de morte sobre ele foi imediata. Na separação do homem e Deus, qual parte do homem morreu?

Lembrando que o homem criado é uma “unidade”formada por três partes: espírito, alma e corpo.As três partes constituem um homem. E o mesmo Deus de paz vos santifique em tudo; e todo o vosso espírito, e alma, e corpo. 1 Tessalonicenses 5:23a.A tradução literal é: “sua pessoa inteira”, ou “seu homem inteiro”, ou “o conjunto de você, espírito, alma, e corpo”.

Para responder a pergunta “qual parte do homem morreu”, vou usar um texto de T. Austin-Sparkes, que também faz a mesma pergunta: O que foi ou onde foi que a morte teve seu lugar (na humanidade), ou quando “a morte passou sobre todos” e se tornou verdadeiro aquilo que foi dito: “no dia que dele comerdes morrerás?”. Foi o corpo? Obviamente não. Foi a alma? Se nossa descrição precedente verdadeiramente representa a alma, então, de novo, obviamente não.

Repudiando a sugestão que as palavras eram senão uma sentença de morte a ser executada num tempo futuro, lá resta uma terceira parte da “inteireza do homem”, a saber, seu “espírito”. Quais foram as consequências desse fato? Primeiro: A morte entrou no mundo, (por causa do pecado). Segundo: O homem morreu espiritualmente, (sem a vida no seu espírito). Terceiro: Houve a separação do espírito (do homem) na união com o Espírito de Deus.

Isso não significa que o homem não mais tem um espírito, mas a ascendência do espírito foi rendida à alma, (o espírito ficou sem o princípio primário, a vida). Sem ação, por causa da ausência da vida espiritual no homem, e isto aconteceu quando a alma aceitou com desejo e razão aquilo que intencionalmente o afastaria da comunhão com Deus, atraído pela sua própria cobiça (desejos).

Porque tudo o que há no mundo – a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida – não procede do Pai, mas do mundo. 1 João 2:16. Onde reside, ou onde está a fonte de onde vem essa vontade no homem? de sua própria alma! Aquele que ama a sua vida, a perderá; entretanto, aquele que odeia sua vida neste mundo, a preservará para a vida eterna. João 12:25.

Onde a “queda” começa tudo o que o homem faz é consequência da separação entre o espírito e a vida de Deus, e esse homem passa a viver pela “carne”. Quando Paulo fala da “carne” ele não se refere à carne e sangue no corpo natural, mas assim, denota o princípio da vida ativa no homem (alma), que tomou o lugar do espírito em seu estado e propósito primário; e este princípio, “carne”, ou estado – variavelmente chamado de “o velho homem”, “o corpo do pecado”, “o corpo da carne”, “o corpo de morte”, “o homem natural”, é o centro da residência da inimizade entre Deus e o homem.

O Apóstolo Paulo descreveu essa condição num tempo passado, e também apontou os efeitos na vida que causa aos que ainda não estão em Cristo: Estando vós mortos nas vossas transgressões e pecados, nos quais andastes no passado, conforme o curso deste sistema mundial, de acordo com o príncipe do poder do ar, o espírito que agora está atuando nos que vivem na desobediência. Efésios 2:2b.

Eles estão com o entendimento mergulhado nas trevas e separados da vida de Deus por causa da ignorância em que vivem, devido ao embrutecimento do seu coração. Efésios 4:18.

Quais são as Consequências de viver segundo a carne?
Não vos enganeis; Deus não se deixa escarnecer; pois tudo o que o homem semear, isso também ceifará. Porque quem semeia na sua carne, da carne ceifará a corrupção; mas quem semeia no Espírito, do Espírito ceifará a vida eterna. Galatas 6: 7,8.

Então não devemos viver enganados. Pode ser que aquilo que levou a separação ou inimizade entre o homem e Deus continue ativo na vida de muitas pessoas. Mas cada um sabe qual tem sido o maior problema de viver como vive. Por outro lado, sabemos o que precisamos porque temos a convicçãono nosso (homem interior) pelo Espírito de Deusse somos filhos de Deus: O próprio Espírito testemunha ao nosso espírito que somos filhos de Deus. Romanos 8:16.

Uma pessoa pode até participar de uma reunião onde está presente a igreja, cantar hinos, fazer orações, se expressar e até se esforçar para viver como um cristão genuíno. Tudo isso somente no exterior. Até gostar de assuntos da comunidade, ser participativo, mas não tem como verdadeiro o significado de “vida no espírito” que vem pela obra da cruz de Cristo, que precisa ser aplicado para torná-lo manifesto. Enquanto EUmorto, não tem significado. Está morto espiritualmentee assim contínua sem a correspondência com Deus em Espírito. Mas, se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse tal não é dele. Romanos 8:9.

Com o espírito morto, sem a vida de Cristo não há comunhão com Deus. No espírito o lugar onde se manifesta a vida de Deus no homem e o instrumento das atividades de Deus através do homem não é a alma, e nem o corpo.

Isto nos leva a outra pergunta: qualé a natureza do espírito? Existem três principais departamentos ou faculdades do espírito: consciência, intuição, comunhão,segundo T. Austin-Sparks.

Há um perigo em falar de “união divina” do homem com Deus tentando usar o poder da alma. Isso é impossível, pois não existe tal possibilidade. A união divina com o homem é somente no espírito, “aquele que se une ao Senhor se une pelo espírito”, e por mais que a pessoa conheça sobre Deus, se ele não tem convicção que é um crucificado com Cristo, não há união divina. A não ser que pela Graça de Deus, o espírito tenha sido trazido de volta para a vida, onde a vida de Cristo se manifesta.

Isto então abre mais uma pergunta: O que é ser nascido do Espírito ou Nascido de novo? Porque essa experiência é essencial e indispensável na vida dos filhos de Deus? Nicodemos tropeça sobre a pergunta física, mas é logo informado que o que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito. João 3:6.

A nossa união com Cristo não é no corpo, nem também é na alma. “O corpo pecaminoso do velho homem foi destruído (ref. Rm 6:6). E os que são de Cristo crucificaram a carne, com suas paixões e concupiscências Gálatas 5:24. A partir desse fato, o nosso relacionamento com Cristo revitaliza o nosso espírito e testifica que somos filhos de Deus. O próprio Espírito testemunha ao nosso espírito que somos filhos de Deus. Romanos 8:16. E os efeitos práticos a cada dia é que nós leva a uma perfeição em Cristo.

O espírito do homem interior é trabalhado pelo Espírito Santo de Deus. Com isso, a vontade da alma, da carne ou (homem exterior) vai se tornando cada dia menos ativa, a alma vai sendo tratada pelo Espírito Santo de Deus, e a pessoa vai se conformando à imagem do filho de Deus, Jesus Cristo. E estou plenamente convicto de que aquele que iniciou boa obra em vós, há de concluí-la até o Dia de Cristo Jesus. Filipenses 1:6.

E assim, vamos vivendo em novidade de Vida. Continuamos a luta diária, sem desanimar, confiando na Palavra de Deus que diz: Por isso não desanimamos. Embora exteriormente estejamos a desgastar-nos interiormente estamos sendo renovados dia após dia. 2 Coríntios 4:16.

E na medida desse crescimento podemos voltar para aquilo que se tornou verdade em nós, porque pela Palavra fomos levados a crer na suficiência de Cristo, e podemos olhar para essa nova realidade que fomos alcançados pela obra de Cristo na Cruz: conforme o texto de Gálatas 2:20: Fui crucificado juntamente com Cristo. E, desse modo, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim. E essa nova vida que agora vivo no corpo, vivo-a exclusivamente pela fé no Filho de Deus, que me amou e se sacrificou por mim.

Que Deus na sua infinita misericórdia nos leve sempre a confessar a sua palavra para que a vida de Cristo se manifeste dia a dia em nós. Amém.

Elsso Barbosa

- Advertisment -

Most Popular

Idaron reforça fiscalização em Vilhena e Cabixi, na fronteira de Rondônia com o Mato Grosso

Com um investimento de mais de meio milhão de reais (R$ 503.250,72), em parceria com o Fundo Emergencial de Febre Aftosa...

Coronel Crisóstomo convida para lançamento da frente parlamentar em prol dos esportes eletrônicos e games em Brasília

Como presidente da Frente, o deputado Coronel Chrisóstomo (PSL-RO) pretende promover o aprimoramento da legislação federal,...

Presidente da Câmara renuncia ao cargo de vereador em Nova União, RO

O vereador João Bernardes de Jesus (PTB) renunciou nesta semana o cargo de presidente da Câmara e o mandato parlamentar em...

Ceará tem 51 assassinatos em 48 horas de motim da Polícia Militar

O Ceará registrou 51 assassinatos em 48 horas – mais de 1 por hora – em meio ao motim de policiais e...

Recent Comments

%d blogueiros gostam disto: