Rogério Favarato, de 48 anos, teve a prisão preventiva cumprida em Comodoro — Foto: Polícia Civil de Mato Grosso/Assessoria

Rogério Favarato, de 48 anos, teve a prisão preventiva cumprida em Comodoro — Foto: Polícia Civil de Mato Grosso/Assessoria

Um homem suspeito de matar o procurador da Câmara de Vereadores de Cacoal, Rondônia, foi preso nessa terça-feira (20) em Comodoro, a 677 km de Cuiabá.

Ele é suspeito de assassinar a tiros o advogado Sidnei Sotele, que era procurador da Câmara dos Vereadores de Cacoal (RO).

Segundo a Polícia Civil, a operação, entre agentes dos dois estados, prendeu um homem investigado por integrar um grupo criminoso envolvido em crimes de homicídios em Rondônia.

Sidney Soteli, advogado e procurador, em Cacoal — Foto: Facebook/Reprodução

Sidney Soteli, advogado e procurador, em Cacoal — Foto: Facebook/Reprodução

O suspeito Rogério Favarato, de 48 anos, teve a prisão preventiva cumprida em Comodoro. A polícia não informou se ele confessou ou negou o crime. O G1 não localizou o advogado dele.

Ele era morador de Cacoal, mas estava escondido há cerca de 2 meses na região de Comodoro, com a mulher e duas crianças.

Rogério Favarato também é investigado em outros dois assassinatos, tendo como vítimas: Antônio Franciele Pivetta, ocorrido em 11 de abril de 2019, e Sérgio Gomes Araújo, morto em 15 de abril de 2019.

Essa última vítima teve o corpo foi encontrado parcialmente carbonizado em 16 de abril, na zona rural de Castalheiras (RO).