Procon de Vilhena realizou durante a pandemia 1.436 atendimentos, segundo levantamento

O Estado realizou 9.718 atendimentos somando todos os procons de Rondônia.

0
61

Em Vilhena, o Procon (Programa de Orientação e Defesa do Consumidor) realizou durante a pandemia um total de 1.436 atendimentos, segundo dados de registros, informados pela gerente do órgão, Kátia Louzada.

Para se ter uma exata dimensão desses números, o Estado realizou 9.718 atendimentos em suas seis regionais – somando os Procons municipais –  durante o mesmo período.

De acordo a chefe do Procon, outras demandas também foram atendidas durante este tempo, a exemplo da continuidade das fiscalizações nos medicamentos indicados para o tratamento da Covid-19, itens de cesta básica e carne, gás de cozinha, postos de combustíveis, materiais de construção, além das medidas de segurança, como uso de máscaras, álcool 70%, em que as empresas são obrigadas a terem no interior dos seus comércios.

Funcionando em novo endereço, situado na avenida Tancredo Neves, 5.242, bairro Jardim Eldorado, em Vilhena, o Procon retomou seus atendimentos presenciais a partir de agosto, atendendo também as audiências conciliatórias intermediadas pelo órgão de proteção ao consumidor.

Ainda durante o período pandêmico, o Procon disponibilizou à comunidade o serviço de atendimento online por meio do endereço www.procon.ro.gov.br, espaço em que o consumidor poderá fazer sua denúncia ou reclamação.

No Cone Sul, o contato pode ser feito por intermédio do e-mail vilhena@procon.ro.gov.br; ou por meio das linhas (69) 3322-4941 ou 3322-3110.

Outra novidade informada pela gerente do Procon, trata-se do aplicativo Menor Preço Brasil, disponível em todas as plataformas. “Essa ferramenta auxilia o consumidor a acessar o melhor preço dos produtos ofertados como gás de cozinha, combustível, alimentos, entre outros, por meio de pesquisas online”, esclareceu Kátia Louzada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui